Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019 - Ano 6

Com segundo milagre reconhecido, Irmã Dulce será proclamada santa da Igreja

15 maio, 2019
Com segundo milagre reconhecido, Irmã Dulce será proclamada santa da Igreja

A freira brasileira Dulce Lopes Pontes, mais conhecida como Irmã Dulce, será proclamada Santa pela Igreja Católica. O segundo milagre atribuído a intercessão do “Anjo bom da Bahia” foi reconhecido e a brasileira será canonizada em uma celebração solene no Vaticano. O processo de canonização de Irmã Dulce foi iniciado no ano 2000, quando o papa ainda era João Paulo II.

O decreto de canonização da religiosa brasileira foi assinado pelo Papa Francisco na segunda-feira, (13/5), e a informação divulgada pelo Vatican News, canal oficial de comunicação da Santa Sé. O segundo milagre validado pelo Vaticano passou por três etapas de avaliação, a primeira uma reunião com peritos médicos, com teólogos, e, finalmente, a aprovação final do colégio cardinalício. O milagre atribuído a Irmã Dulce teve a autenticidade reconhecida de forma unânime em todos os estágios.

Segundo a Igreja Católica, uma graça só é considerada milagre após atender a quatro pontos básicos: a instantaneidade, que assegura que a graça foi alcançada logo após o apelo; a perfeição, que garante o atendimento completo do pedido; a durabilidade e permanência do benefício; e seu caráter preternatural, que não pode ser explicado pela ciência.

“Anjo bom da Bahia”

Nas redes sociais, devotos da brasileira celebraram o anúncio do Vaticano. “Pra mim ela já é santa. Ela curou o pé da minha mãe. Minha mãe ia perder o pé. Sarou. Sempre que alguém está doente peço ajuda pra Irmã Dulce. Tenho muita fé”, comentou uma internauta. “Foi reconhecida como santa dos pobres”, comemorou outra devota da beata.

Vaticano reconhece segundo milagre e Irmã Dulce será proclamada santa – Brasil – Estadão
Milagre é atribuído à intercessão da beata recordada por suas obras de caridade e de assistência aos pobres necessitados; informação foi divulgada pelo “Vatican News”, canal oficial da Santa Sé

Após reconhecimento do segundo milagre de Irmã Dulce, o #PapaFrancisco anunciou hoje que a “Dulce dos pobres” será nossa primeira Santa Nascida no Brasil! Amém!

A religiosa criou as Obras Sociais Irmã Dulce, um dos maiores complexos de saúde com serviço gratuito do Brasil, atualmente faz, em média 3,5 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano. A Beata Irmã Dulce pertenceu a Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, nasceu em Salvador em 26 de maio de 1914 e ali faleceu em 22 de maio de 1992. Irmã Dulce foi beatificada em 22 de maio de 2011.

Brasileiro reconhecido pelo Vaticano

Outro decreto publicado diz respeito a outro brasileiro, atribuído às virtudes heróicas do Servo de Deus Salvador Pinzetta (nome de batismo: Hermínio Pinzetta), religioso da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos; nascido em Casca, no Rio Grande do Sul (Brasil) em 27 de julho de 1911 e falecido em Flores da Cunha (RS) em 31 de maio de 1972.

Texto transcrito pelo SN do https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/brasil

(foto: ABr/Divulgação)