Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019 - Ano 6

Hipertensão Arterial é um alerta e merece atenção

15 maio, 2019
Hipertensão Arterial é um alerta e merece atenção

O dia 17 de maio é o Dia Mundial da Hipertensão Arterial. A data alerta sobre os problemas que a enfermidade pode causar no corpo humano como também sobre medidas de prevenção e cuidados relevantes que as pessoas podem manter no dia a dia. De acordo com a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), 7 milhões de pessoas morrem no mundo a cada ano.

“É importante discutir o assunto e ressaltar os cuidados, afinal a pressão arterial quando alta, pode apresentar uma série de problemas, pois ela atinge diretamente os vasos sanguíneos que com o passar do tempo, podem entupir ou até mesmo romper”, conta o neurologista Marcus Vitor Oliveira. Segundo ele, estes resultados podem atingir o coração, rins e também o cérebro, podendo causar o Acidente Vascular Cerebral ou Encefálico (AVC), por exemplo.

A SBH enfatiza que a pressão alta é uma doença crônica e, na maioria das vezes, dura a vida toda. A hipertensão ocorre quando a pressão que o sangue exerce sobre as artérias do organismo está alta. Muita gente tem pressão alta durante anos e não percebe porque a doença não causa sintomas. Por isso, o neurologista Marcus Vitor retifica a importância de procurar um especialista e manter o tratamento quando necessário, caso contrário, a doença pode trazer consequências muito ruins ao organismo.

“Se o paciente já apresentar o quadro de pressão alta, é necessário entrar em tratamento, se necessário, com medicação e obter de imediato o hábito de vida saudável, incluindo exercícios físicos e uma boa alimentação diária, caso esse processo ainda não faça parte do cotidiano da pessoa”, afirma Oliveira.

AVC

Uma das doenças que podem ocorrer como consequência da hipertensão arterial é o Acidente Vascular Cerebral (AVC). Segundo a Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares (SBDVC), o AVC é a doença que mais mata os brasileiros, sendo a principal causa de incapacidade no mundo. Aproximadamente 70% das pessoas não retornam ao trabalho após um AVC devido às sequelas e 50% ficam dependentes de outras pessoas no dia a dia.

Apesar de atingir com mais frequência indivíduos acima de 60 anos, o AVC pode ocorrer em qualquer idade, inclusive nas crianças. O AVC vem crescendo cada vez mais entre os jovens, ocorrendo em 10% de pacientes com menos de 55 anos e a World Stroke Organization ( uma das principais entidades que tratam do tema) prevê que uma a cada seis pessoas no mundo terá um AVC ao longo de sua vida.

A pressão média de uma pessoa saudável é de 120/80 mmHg (“12 por 8”). Quando a pressão está elevada, ela acaba lesionando os vasos sanguíneos do cérebro e pode causar um AVC. O tratamento da hipertensão arterial é muito importante, pois reduz tanto o risco de AVC como de ataques do coração. Mesmo que uma pessoa tenha uma pressão só um pouco elevada é preciso consultar um médico para começar o tratamento adequado.

 

 

 

Tamiris Schlegel
Jornalista
TSS Comunicação Integrada

Imagem de capa o SN reproduziu da Internet é ilustrativa da matéria