Segunda-Feira, 17 de Dezembro de 2018 - Ano 6

Com expectativas positivas, o comércio já se prepara para o aumento de vendas na época do Natal

6 dezembro, 2018
Com expectativas positivas, o comércio já se prepara para o aumento de vendas na época do Natal

A principal data para o comércio está se aproximando, e, apesar da crise econômica no Brasil, os sinais de retomada começam a se mostrar, e os lojistas apostam em índices positivos para o Natal de 2018. Segundos as projeções da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), o Natal representará uma injeção de aproximadamente R$ 53,5 bilhões na economia do Brasil.

Além disso, espera-se que mais de 110 milhões de consumidores comprem presentes em celebração à data. Estima-se que 72% dos brasileiros planejam comprar presentes para terceiros no Natal deste ano, número que se mantém elevado principalmente nas classes A e B (83%). Apenas 9% disseram que não vão presentear — 26% porque não gostam ou não têm o costume, 23% por estarem desempregados e 17% por não ter dinheiro — enquanto 19% ainda não se decidiram.

“Certamente as vendas serão melhores do que no ano passado. Esperamos um aumento no volume e valor das compras, visto que o consumidor está mais disposto e tranquilo em gastar um pouco a mais. Acreditamos que o comércio cresça de 3% a 4% em relação ao ano anterior, o que representa um bom indicador, visto que os empresários adequaram os estoques e as vendas para um cenário mais conservador”, afirma o presidente da CDL Blumenau, Helio Roncaglio.

Os dados mostram que o consumidor está um pouco mais otimista com o futuro e representam uma excelente oportunidade para os segmentos de vestuário, brinquedos, calçados e perfumaria, e também para todos os segmentos que lucram com as comemorações de fim de ano, como alimentação e bebidas.

A procura por alimentos típicos natalinos também movimenta o comércio do setor, que vem registrando aumento considerável na busca por itens que deixam a celebração ainda mais especial, como panetones, biscoitos decorados, frutas cristalizadas, entre outros.

O panetone, por exemplo, é um dos produtos que impulsionam as vendas de padarias e mercados nesta época do ano. Na Portus Padaria Artesanal, de Blumenau (SC), desde o início de novembro a produção dos tradicionais Panetones com fermentação natural, ganharam um espaço especial no estabelecimento. “Para movimentar as vendas neste período do ano, desenvolvemos os Panetones Artesanais de fermentação natural, receita original Italiana e farinha 100% Italiana, em quatro versões: Tradicional, Chocolate Belga, Nobre – Nozes e Laranja e Diet. Além disso, apresentamos à cidade também o tradicional Bolo Rei Português – doce que para os Portugueses representa o Natal -, as bolachas alemãs decoradas e ainda o mais recente lançamento: o sorvete de Panetone”, comenta o Chef e proprietário Junior Ventura.

“A expectativa de comercialização dos produtos típicos durante o Natal na Portus representa cerca de 30% nas vendas até o final do ano”, aponta Junior.

Com a proximidade das festas de final de ano, os setores de comércio e serviços também começam a abrir as portas para a contratação de trabalhadores. Na Portus, por exemplo, foram contratados mais colaboradores para reforçar a equipe neste período, movimentando também a geração de novas oportunidades de emprego, que podem tornar-se efetivas depois do período de festas.

Comercialização de vinhos no período natalino
Pensar em quais pratos irão compor a ceia de Natal é uma das tarefas de grande parte das famílias brasileiras durante o mês de dezembro. Entretanto, os momentos de festividades não são marcados apenas pelos famosos pratos típicos. Os vinhos também ganham um importante espaço nas celebrações.

Com a chegada do Natal, as lojas especializadas na bebida estão otimistas. Em Blumenau, a Enoteca Decanter estima que o aumento das vendas para o mês de dezembro em relação aos outros meses seja em torno de 30%. O aumento é resultado ao período de festas e confraternizações de final de ano. Além disso, a Enoteca prepara um catálogo de cestas e kits dos mais variados valores para atender a demanda de todos os tipos de clientes.

A estimativa de vendas no e-commerce da Decanter também é favorável. Segundo Anderson Ricardo Besel, responsável pelo e-commerce da empresa, o aumento pode chegar até 15% em relação ao ano passado.

“Crises acontecem em todos os ramos, porém, independentemente disso, nos últimos meses do ano sempre percebemos uma motivação maior para as compras. Acredito que seja a espera do recomeço para o próximo ano, e a esperança de um ano melhor”, comenta Mara Denise Hermann, gerente da Enoteca.

unnamed-60-300x300

Bruna Gabriela Ziekuhr
Presse Comunicação Empresarial
Fone: + 55 (47) 3041-2990 | 3035-5482