Quarta-Feira, 24 de Outubro de 2018 - Ano 6

Projeto de vereadora mirim de Blumenau é selecionado para discussão em Brasília

9 agosto, 2018

A vereadora mirim de Blumenau Natália Oliveira Pereira dos Santos teve projeto de lei selecionado para debate em outubro no Plenarinho da Câmara dos Deputados em Brasília, durante as atividades do projeto Câmara Mirim 2018. Apenas três projetos entre 966 enviados por estudantes de todo o país foram escolhidos. A proposta da vereadora mirim para um Brasil melhor é proibir a disponibilização ou venda de canudos plásticos, permitindo somente canudos metálicos, de papel, vidro ou outro material que não cause danos ao meio ambiente.

Natália vai defender o projeto entre os dias 25 e 26 de outubro em Brasília dentro programa educativo Câmara Mirim 2018. Centenas de estudantes do 5º ao 9º ano do ensino fundamental de todo o país vão sugerir emendas e debater as três propostas selecionadas. Os projetos aprovados serão encaminhados como sugestão às Comissões Permanentes da Câmara dos Deputados e aos gabinetes dos parlamentares, e podem tramitar como projetos de lei da Câmara Federal.

Para a vereadora mirim de 14 anos, que é estudante do 9º ano da Escola Barão, ter seu projeto selecionado foi uma grande conquista. “Ter minha ideia escolhida entre tantos projetos inovadores foi gratificante. Me sinto especialmente feliz por ser uma proposta relacionada à sustentabilidade, um tema ao qual a sociedade está começando a dar mais valor. O uso de canudos plásticos gera lixo e contamina os oceanos, prejudicando não só a água, mas a vida dos que ali habitam”, lembrou Natália, acrescentando que pôr fim ao hábito de usar canudos plásticos pode salvar muitas espécies marinhas que acabam confundindo lixo com comida.

O assessor do Programa Vereador Mirim da Câmara de Vereadores de Blumenau, Wagner Schanaider, lembrou que é a primeira vez que um projeto do município é escolhido para debate em Brasília. “A escolha do projeto da vereadora mirim Natália entre tantos projetos de todo o Brasil é um orgulho para a Câmara Mirim, para a Câmara de Vereadores e para a cidade de Blumenau. É uma ideia que está sendo bastante discutida no município e também na esfera estadual. A Natália teve o mérito de colocar essa proposta no papel e esperamos que possa ser aprovada no Plenarinho e posteriormente vire lei nacional”, assinalou.

Fonte: Assessoria de Imprensa CMB