Sábado, 21 de Abril de 2018 - Ano 6

Valor Bruto da Produção Agropecuária deve cair 3,7% em 2018, para R$ 530,1 bi

19 abril, 2018
Valor Bruto da Produção Agropecuária deve cair 3,7% em 2018, para R$ 530,1 bi

O Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária em 2018 deve chegar a R$ 530,1 bilhões, segundo nova estimativa da Secretaria de Política Agrícola (SPA), do Ministério da Agricultura, divulgada em nota. Em março, a SPA previa montante menor, de R$ 515,9 bilhões. O valor previsto para o ano, contudo, é 3,7% inferior ao obtido em 2017, de R$ 544,2 bilhões.

A agricultura e a pecuária tiveram redução do VBP de 3,8% e 3,5%, respectivamente. “Mas há tendência de recuperação, com sinais de aumento do valor com o passar dos meses”, disse a secretaria no comunicado. A direção dos resultados nos próximos meses dependerá dos preços dos produtos e da safrinha de milho, segundo o coordenador-geral de Estudos e Análises da SPA, José Garcia Gasques.

Os melhores resultados até o momento são verificados nas culturas do algodão, com alta de 20,9% do valor da produção em relação ao ano passado; cacau (8,7%); mamona (68,5%); soja (3,8%); batata-inglesa (3,4%); café (2%); tomate (32,7%); e trigo (37,3%). Todas as variações foram calculadas com base em valores dos quais foi descontada a inflação, conforme a nota.

Dentre os produtos cujos preços vêm se recuperando estão ovos, algodão, batata e tomate. Na outra ponta, entre os itens com redução de valor destacam-se arroz, cana-de-açúcar, café, milho, laranja e mandioca. Por terem peso expressivo no valor da produção total, estes alimentos vêm pressionando o VBP estimado para 2018. “Esse efeito foi ampliado pela redução de valor da carne de frango, carne suína e leite, que também estão tendo pior desempenho”, informou a Secretaria no comunicado.

O Centro-Oeste lidera a geração de valor da produção, seguido pelas Regiões Sul, Sudeste, Nordeste e Norte. Considerando os Estados, Mato Grosso, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul são os que apresentam os maiores valores da produção neste ano.

Do Jornal do Brasil

Imagem de capa reprodução da internet