Sábado, 22 de Julho de 2017 - Ano 6

Produção de energia solar cresce 70%

26 abril, 2017
Produção de energia solar cresce 70%

A cada dia, as fontes renováveis de energia elétrica têm feito parte das escolhas do brasileiro, seja na hora de decidir pelo sistema a ser usado na construção ou reforma da casa, seja na opção da equipe técnica de uma obra de grande porte. Os números comprovam esta nova e sustentável tendência. Nos últimos dois anos a produção fotovoltaica aumentou em 70% em todo o mundo. A estimativa é de que 90% das unidades existentes tenham sido instaladas neste período.

A previsão da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) é de que em 2030, os projetos nessa área devem chegar a 25 gigawatts. Desse total, 68% corresponderiam a usinas de grande porte e o restante à geração distribuída em residências, edifícios comerciais e condomínios. Com esses avanços, a expectativa é de que ocorra um aumento significativo nos percentuais referentes à matriz energética, passando dos modestos 0,02% de 2015 para 10% nos próximos 13 anos.

“São muitas as vantagens financeiras e ambientais ao se optar pela geração de energia solar. Vivemos em um país com abundância de recursos naturais e que necessitam ser mais bem aproveitados”, afirma Gilberto Vieira Filho, presidente da Quantum Engenharia. A empresa, especialista em instalações fotovoltaicas tem percebido o aumento na procura por essas instalações, tanto que registrou incremento de 580% em vendas de sistemas de energia solar distribuída, em 2016.

A redução dos custos dos equipamentos de energias renováveis é um dos motivos para o aumento do interesse e do acesso a esta modalidade de geração de energia. Na última década, houve redução de 70% no valor de aquisição da energia solar. Este número gera, ainda, outro dado positivo: o tempo de retorno do investimento reduziu também em 70%. Se antes esta espera era de 25 anos, agora, ela dura, em média, oito.

Crédito da imagem – Divulgação Quantum Engenharia

unnamed (1)

unnamed (2)